NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

30/09/2015

Confiança do comércio atinge recorde de baixa, diz FGV

A confiança do comércio varejista voltou a recuar em setembro, e atingiu novo recorde de baixa, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador teve queda de 4,1% na comparação com agosto, no quinto recuo consecutivo, para 82,6 pontos – o menor nível da série histórica da entidade, iniciada em março de 2010.

“A julgar pelo pessimismo captado pela sondagem, não há, no momento, sinais de mudança de

tendência para o último trimestre do ano. O setor reclama de fraqueza da demanda, escassez de crédito, custos financeiros elevados e da confiança extremamente baixa do consumidor”, afirma, em nota, o superintendente adjunto da FGV/Ibre, Aloisio Campelo Jr.

A queda foi influenciada principalmente pela piora na percepção em relação ao momento atual, que recuou 10,8%. Já as expectativas, que haviam mostrado recuperação em agosto, voltaram a carir (-0,9%).

Serviços

Também ficou menor, este mês, a confiança do setor de serviços. O indicador recuou 8,4% em comparação com agosto, passando para 68,4 pontos – também o menor patamar da história do indicador.

“Ao fim do terceiro trimestre os indicadores confirmam o aprofundamento do pessimismo nas empresas de serviços (…). Além do enfraquecimento da demanda, há um aperto nas condições de crédito e, assim, uma perspectiva de novos ajustes no quadro de pessoal. Esses indicadores apontam para uma nova queda no PIB do setor neste trimestre”, destaca Silvio Sales, consultor da FGV/Ibre.

A queda mais acentuada foi na percepção sobre a situação atual, que recuou 12,7%. Já as expectativas para os próximos meses “encolheram” 6,1%, segundo os dados da FGV.

Fonte: G1

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS