NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

09/07/2020

Conselho do FCO aprova primeira carta consulta enviada por cooperativas de crédito

Campo Grande (MS) – Na 7º Reunião Ordinária do CEIF-FCO (Conselho Estado de Investimentos Financiáveis pelo FCO) foi analisada e aprovada a primeira carta consulta recebida a partir do Sicredi, um marco na operação de recursos do FCO por cooperativas de crédito.

O CEIF é presidido pelo secretário Jaime Verruck, titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), que nos últimos dois anos atuou para que as cooperativas de crédito voltassem a operar recursos do FCO. O que só foi possível com a publicação o MP do agronegócio neste ano.

Sicredi e BRDE em parceria com a Uniprime e o Sicredi estão autorizados a financiar os recursos do FCO, que passam do 70% do total para 2020 contratado. “Tivemos uma redução de 20% dos recursos inicialmente disponíveis, devido a realocação para o plano emergencial, então temos certeza de cumprir a meta do ano”, explicou o secretário Jaime Verruck.

Na reunião desta quarta-feira, o CEIF também solicitou ao Banco do Brasil que avalie a possibilidade de fazer uma postergação adicional da suspensão do pagamento das parcelas do FCO. Em abril o Banco Central anunciou a suspensão do pagamento até dezembro de 2020.

As contratações do FCO continuam normais, apesar da pandemia de coronavírus e seus impactos. No setor rural o foco das contratações segue em máquinas, com destaque também para a armazenagem.

Na 7º Reunião Ordinária também foram aprovados três projetos em irrigação que somam mais de 1 mil hectares. O Estado está terminando o plano Estadual de Irrigação, que vai avaliar a disponibilidade de água, energia e recursos para financiamento.

“Dinâmica bastante vinculada pelo licenciamento ambiental, que devido a uma resolução recente permite que para projetos de até 1 mil hectares seja feito através de comunicado de atividade, ficando apenas na pendencia da outorga”, destaca o secretário Jaime Verruck.

Priscilla Peres, Semagro

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS