NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

21/02/2018

Fiscais tributários realizam nova operação e evitam mais uma tentativa de sonegação

Operações desenvolvidas por fiscais tributários estaduais nas últimas semanas resultaram na apreensão de 25 carretas carregadas de soja e em autuações por sonegação fiscal que somam mais de R$ 355 mil reais. Ontem, em Eldorado, 10 veículos que transportavam 380 toneladas de soja foram interceptados, o que revela a possibilidade de os criminosos estarem agindo em diversas regiões do Estado.

Na mais recente operação desencadeada pela fiscalização móvel, na tarde de ontem, a exemplo do que ocorreu em Mundo Novo na semana do Carnaval, ao verificarem os documentos apresentados pelos motoristas os fiscais desconfiaram da documentação fiscal apresentada.

Com o apoio da Polícia Militar, retiveram os veículos e se dirigiram ao Posto Fiscal Ilha Grande, constatando-se a irregularidades fiscais. Por conta disso, a empresa transportadora responsável pelo comboio teve que efetuar o recolhimento no valor de R$ 110 mil, entre tributos e multas.

Operação semelhante ocorreu na semana do Carnaval, na região de Mundo Novo, quando os fiscais tributários em serviço na Fiscalização Móvel interceptaram na rodovia BR-163 15 carretas bitrem que transportavam 500 toneladas de soja, avaliadas em R$ 700 mil e sem o devido recolhimento do ICMS, que seguiam para o Estado do Paraná. Aquela operação resultou em autuações que somaram mais de R$ 246 mil em tributos e multas.

Sonegação – Os resultados dessas duas operações, deflagradas em um período de menos de 30 dias, demonstram indícios de que os criminosos estejam atuando em diversas regiões do MS, o que evidencia a necessidade de o governo estadual promover investimentos na fiscalização de mercadorias em trânsito.

“A extensão territorial de Mato Grosso do Sul é significativa, o que torna imprescindível a atuação dos fiscais tributários tanto nas operações móveis como nos postos e transportadoras”, argumentou Marco Aurélio Cavalheiro Garcia, presidente do Sindifiscal/MS, entidade que representa os fiscais tributários.

Para ele, operações desta natureza demonstram a importância de se investir no aprimoramento das ações desenvolvidas pelos fiscais tributários estaduais, os quais têm atuado incansavelmente no combate à sonegação por meio da fiscalização de mercadorias em Trânsito.

“Trata-se de um trabalho essencial, pois ao se evitar a sonegação, garantimos ao governo os recursos necessários para que este possa promover investimentos em educação, saúde, segurança e demais políticas de Estado em prol de toda a sociedade”, finalizou.

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS