NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

23/10/2015

Inflação pelo IPC-S é pressionada pelo aumento da gasolina

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) registrou leve aceleração da segunda para a terceira prévia de outubro, chegando a 0,67%. A maior pressão de alta partiu, novamente, do aumento do preço da gasolina.

Três das oito classes de despesa componentes do índice registraram em suas taxas de variação, com destaque para o grupo transportes (de 1,17% para 1,57%).

Também registraram acréscimo em suas taxas de variação os grupos: comunicação (de 0,15% para 0,18%) e despesas diversas (de 0,06% para 0,07%).

Na contramão, desaceleraram as variações dos grupos relativos a alimentação (de 0,52% para 0,46%), educação, leitura e recreação (de 0,54% para 0,23%), vestuário (de 0,68% para 0,59%) e habitação (de 0,71% para 0,68%).

O grupo saúde e cuidados pessoais repetiu a taxa de variação registrada na última apuração, 0,54%.

Veja a variação de preços de alguns itens:

Medicamentos em geral (de 0,12% para 0,18%)

Artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,42% para 0,17%)

Hortaliças e legumes (de -8,60% para -10,91%)

Salas de espetáculo (de 1,98% para 0,33%)

Calçados (de 0,58% para 0,23%)

Eletrodomésticos e equipamentos (de 0,37% para 0,19%)

Mensalidade para internet (de 0,14% para 0,36%)

Alimentos para animais domésticos (de -0,32% para 0,37%)

Fonte: G1

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS