NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

06/10/2020

SINDIFISCAL/MS apoia movimento Outubro Rosa

Se o câncer for diagnosticado na fase inicial, pode reduzir significativamente a necessidade da mastectomia

 

O Sindifiscal/MS iniciou, neste mês, a campanha em apoio ao movimento mundial denominado Outubro Rosa, que visa chamar atenção para as crescentes estimativas de casos e para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce na luta contra o câncer do colo do útero e de mama, que são os que mais matam mulheres em todo o mundo. 

“Este movimento ressalta a necessidade do autoexame, que pode salvar vidas. Através da nossa participação queremos chamar a atenção da categoria para a necessidade dos cuidados com a saúde”, afirma o presidente do Sindifiscal, Francisco Carlos de Assis, Chiquinho.

Movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – Inca, o autoexame é indispensável para um diagnóstico precoce. A prática consiste em tocar e observar a região pelo menos uma vez por mês em busca de qualquer alteração. Quanto ao exame de mamografia de rastreamento da doença, este deve ser feito pelo menos uma vez por ano pelas mulheres de 50 a 69, neste exame, é possível identificar o câncer mesmo antes da pessoa manifestar algum sintoma, ou seja, pode detectar os nódulos muitos pequenos que não podem ser sentidos no autoexame. Logo, a paciente pode iniciar o tratamento muito mais rápido e aumentar suas chances de recuperação.

Os dados do Inca revelam ainda que 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados quando são adotados hábitos como: praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável; manter o peso corporal adequado; evitar o consumo de bebidas alcoólicas; amamentar; evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

O objetivo do movimento não se limita a discutir sobre o tema somente no mês de outubro, mas espera-se que neste período haja potencialização do conhecimento sobre o assunto tendo em vista sua importância e gravidade. 

 

PREVINA-SE!

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS