NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

24/04/2017

Superávit da balança comercial em 2017 se aproxima dos US$ 20 bilhões

A balança comercial brasileira registrou um superávit (exportações maiores que importações) de US$ 19,6 bilhões no acumulado deste ano até domingo (23), informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O resultado representa forte melhora em relação ao mesmo período do do ano passado, quando o saldo positivo foi bem menor: US$ 10,93 bilhões.

No acumulado de 2017, as exportações somam US$ 63,54 bilhões, com média diária de US$ 836 milhões (alta de 23,1% sobre o mesmo período de 2016). Já as importações somam US$ 43,93 bilhões no período, com média de US$ 578 milhões por dia útil (aumento de 9,6%).

Carnes

Os números do MDIC mostram, porém, recuo de 1,8% nas exportações de carnes. Neste mês, até domingo (23), o valor médio diário das exportações de carnes foi de US$ 57,46 milhões. Em abril do ano passado, a média diária foi maior: US$ 58,52 milhões.

Já na comparação com março de 2017, quando a média diária foi de US$ 57,44 milhões, as exportações de carnes registram estabilidade.

O setor sofre impacto da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal no mês passado, e que investiga pagamento de propina por frigoríficos a fiscais agropecuários, além da venda de carne estraga e vencida.

Parcial de abril

Apenas no mês de abril, até domingo (23), a balança comercial acumula um superávit de R$ 5,18 bilhões, resultado de US$ 13,07 bilhões em exportações e de US$ 7,88 bilhões em importações.

As exportações, de acordo com os dados oficiais, somaram R$ 1 bilhão pela média diária na parcial deste mês, o que representa um aumento de 30,9% sobre o mesmo mês do ano passado. Nessa comparação, cresceram as vendas de semimanufaturados (+32,7%), básicos (+30,7%) e produtos manufaturados (+30,3%).

No caso das importações, elas somaram, pela média por dias úteis, US$ 606 milhões no acumulado de abril, e registraram alta de 15,5% sobre o mesmo período de 2016. Cresceram, nesta comparação, as compras de combustíveis e lubrificantes (+51,2%), equipamentos elétricos e eletrônicos (+46,6%), plásticos e obras (+29%), borracha e obras (+44,0%) e químicos orgânicos e inorgânicos (+11,4%).

Estimativas para 2017

A expectativa do mercado financeiro, segundo pesquisa do Banco Central, para este ano, é que o saldo positivo da balança comercial neste ano supere o de 2016.

A previsão dos analistas é de superávit de US$ 53 bilhões nas transações comerciais do país com o exterior em 2017. No ano passado, o saldo positivo ficou em US$ 47,7 bilhões e bateu recorde.

Já o Banco Central prevê um superávit da balança comercial de US$ 51 bilhões para este ano, com exportações em US$ 200 bilhões e importações no valor de US$ 149 bilhões.

Fonte: G1

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS