NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS

28/02/2014

Governo central tem menor superávit primário para janeiro desde 2009

O governo central, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central (BC), registrou superávit primário de R$ 12,954 bilhões em janeiro, o que representa uma queda de 50,7% ante janeiro de 2012, quando esse saldo positivo foi de R$ 26,287 bilhões.

O resultado é o mais baixo para meses de janeiro desde 2009, quando houve superávit de R$ 3,977 bilhões, e é reflexo de um superávit do Tesouro Nacional de R$ 17,462 bilhões, déficit da Previdência Social de R$ 4,595 bilhões e resultado positivo do Banco Central de R$ 87,4 milhões.

A queda 50,7% no superávit primário do governo central em janeiro ante mesmo período de 2012 decorre da redução na antecipação de pagamentos do ajuste anual do IRPJ/CSLL, referente a lucro obtido no ano anterior. 

Além disso, disso houve incremento nas transferências para Estados e municípios em função do Refis, entre outros. Também foi verificado um aumento das despesas com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), abono salarial e seguro-desemprego.

Em 2014, o governo central tem de entregar um superávit de R$ 80,8 bilhões. A meta fixada para setor público consolidado é de R$ 99 bilhões (1,9% do PIB), já considerando os abatimentos.

Fonte: Valor Econômico

MAIS

NOTÍCIAS

SINDIFISCAL/MS